Skip to main content

Posts

Showing posts from December, 2010
O FIM DA LINHA

Quando estamos muito próximos do fim de 2010, podemos fazer uma brevíssima pausa para olhar, e apenas de relance, o nosso passado recente e, em consequência, imaginarmos o que poderá ser o nosso futuro próximo.

Não fomos dignos da herança que outros nos legaram. Vilipendiámos sãos princípios e boas regras. Abjurámos os melhores sentimentos que alimentavam com orgulho a alma lusa.
Merecíamos tal condenação?
Não a merecia certamente o povo português, intrinsecamente honesto, mais acomodado que pacífico, trabalhador e confiante. Alguém - muitos alguéns - o traiu!

Alegam agora os maiores culpados - governantes, políticos e muitos gestores e empresários - que todos os males que nos entorpecem o viver - a "crise" violenta - se devem àquela que foi a crise internacional, o que é redondamente falso.
João Salgueiro - economista que dispensa apresentação - é claro: "a origem da crise remonta, pelo menos, a 1995", sendo ultimamente muitíss…
ONTEM FOI UM GRANDE DIA

Com excepção da região antártica e dos esquimós, celebrou-se ontem em todo o mundo o Dia Mundial Contra a Corrupção, ou seja, e para sermos práticos, o dia internacional dos corruptos.
Nuns sítios, entupindo avenidas, desfilaram os ditos, nas suas limousines.
Noutros, em muitos outros, não se atreveram sequer a sair à rua: ficaram em casa a fazer pela vidinha.

Portugal, ultimamente nas caudas dos atrasos comparados, tem neste campo uma pequena coroa de glória: a agência internacional que avalia este fenómeno atira-nos para os lugares cimeiros, a nível europeu!

Os portugueses, indagados sobre o assunto, calculam que a corrupção lusitana subiu 83% nos últimos 3 anos. É obra!
Podia ser pior: por exemplo, se 83% da população portuguesa fosse corrupta. Não é, mas para lá caminha!