Skip to main content

Posts

Showing posts from January, 2010
LEGITIMIDADE

Muito recentemente, o presidente da autarquia poveira integrou uma delegação doutros autarcas para, junto do Ministro das Obras Públicas, protestar contra a introdução de portagens nas SCUTs (IC1/A28, no nosso caso).
Sobre este acontecimento, levanto duas questões.

Primeira questão: o nosso autarca foi protestar CONTRA as portagens (traduzindo os interesses dos poveiros) ou manifestar apenas a sua própria opinião, que é, como se sabe, favorável ao pagamento?
Se foi na segunda condição (como se veio a saber pelos jornais), o presidente da autarquia NÃO representou os seus munícipes, mas apenas ele próprio.

Segunda questão: a Assembleia Municipal aprovou, por UNANIMIDADE, e antes da supracitada deslocação, uma MOÇÃO (a enviar às entidades competentes) CONTRA o pagamento de portagens. É o teor e o valor desta Moção que qualquer representante do Município tem a obrigação de seguir, mesmo sendo contra a sua própria vontade.
Pelos vistos, tal não aconteceu.

SALPICOS (10)
1. O Cineclube de Guimarães tem já 52 anos de existência e conta com 1100 associados. É o maior cineclube nacional!
Programa 7 filmes por mês e tem em média 200 espectadores.
Não consta que a Câmara Municipal de Guimarães precise de gastar dinheiro dos contribuintes para manter (bem) o cineclube da sua cidade.
Nós, por cá, é o que sabemos...e o que temos!

(Fonte: "Público" de 17.01.2010)

2. Foi notícia a meia tonelada de polvos que deu à costa em frente a VN Gaia.
Também a revista TIME elegeu-a como uma das 10 questões mais relevantes da semana, e por ser um caso inédito, quase misterioso, para o qual os cientistas não encontram explicação.
Pudera!
Além de não conhecerem a zona, ignoram que os pescadores têm dificuldades em pescá-los (redes de malha larga...), e mesmo a Judite nem os snifa.
UTILIZA? PAGA!

Não há mesmo volta a dar-lhe!
A coerência acima de tudo. Mas a coerência não tem servido para tudo. Há, então, incoerência!

No caso, que já cansa- mas a razão ainda impera -, do pagamento das portagens nas SCUTs, o chefe da nossa autarquia mantém a sua: a favor do pagamento, seguindo o seu estimado princípio do utilizador-pagador!
Aprendeu o princípio, ou ditaram-lho, e vá de o aplicar às cegas, contra tudo o que utiliza, pouco ou muito, sem excepções.
E há excepções!

Nesta história das portagens, já foi claramente contra, já disse quase sim, já disse quase não, e muitas vezes nim.

Agora alinhou, em fila, em coluna ou por filiação partidária, na audiência ministerial em que os seus colegas autarcas defendiam os interesses das respectivas populações. E mais uma vez se destacou: a favor das portagens, seguindo o princípio do utilizador-pagador! Um caso patológico.

Para manter a propalada coerência, irá, mais cedo que tarde, aplicar uma taxa - ou…
CERTA, MAS CURTA!

Uma vez por outra tem vindo o assunto à baila: "naqueles moldes, aquilo é uma seca"! Em causa estão as sessões da Assembleia Municipal da Póvoa de Varzim.

Agora, certeira foi a notícia , nas "Luas e Marés" do "A Voz da Póvoa", na sua edição de 24 de Dezembro de 2009, sobre a pobreza da discussão política na última sessão da A.M.
Em cheio!

Nunca será demais criticar o desenrolar dos trabalhos, quando correm bem ou quando correm mal. Seria o jornalismo ao serviço da pedagogia política. Todos ganhariam.
Com uma tal atitude poderia elevar-se a discussão política (se os membros da A.M. interiorizassem bem quais são as suas funções) e - muito importante - motivava-se a população para assistir às sessões, o que é do seu próprio interesse.

Por isso, foi certa e oportuna aquela breve notícia, que só pecou por ser curta: merecia ser desenvolvida (e talvez comentada) noutra página; assim se saberia, por exemplo, quem foram os p…