Skip to main content
O PAPA PEDIU

Estão reunidos, na Cimeira do Japão, os representantes dos países mais ricos do mundo, o G8.
O Papa Bento XVI endereçou-lhes uma mensagem: os países ricos deviam ajudar os países pobres.
Esta questão assenta num dos pilares da Doutrina Social da Igreja, que uma grande parte dos portugueses compreende e tenta seguir. Exemplos não faltam.

Nós, por cá, vamos à frente; e sem sermos "mais papistas que o papa", veja-se o extremoso desvelo com que se tratam os nossos concidadãos idosos: a Câmara Municipal leva-os uma vez por ano ao Novotel Vermar, para um jantar oferecido pela empresa hoteleira.
Os idosos pertencem às Instituições de Solidariedade Social do concelho, ajudadas pela autarquia. Fica a ideia de que para além disso não há idosos necessitados e que também gostassem de ter um jantar na vida, num hotel daqueles!

Esta é o tipo de caridadezinha colada ao voto e da solidariedade nula; não é aquela que interessa ao Papa, e muito menos interessa ao ... Menino Jesus!

Comments

O chamado «cartão do idoso», que seria uma forma de atenuar as vicissitudes do quotidiano não foi considerado «ofensivo» (ou «discriminatório»...) por alguém da autarquia?

Ai esta "gerontocracia senilizante" que se vai espraiando por aí...

Nota: nem sempre os gerontes são maus gerentes...
CÁ FICO said…
posso estar enganado..mas quer-me pareces que muitas dessas novas IPss de carregar pela boca servem outros interesses que não os deuma efectiva e altruista solidariedade social...Não diria que se aprestam a comer o bolo ás criancinhas ou a dar uma injecção atrás da orelha do idoso, mas antes a retirar o açucra do bolo ou até o bolo ,e a injectar nos bolsos privados os publicos apoios dirigidos amenores e a idosos... Já sem falar das lautas benesses e honorários dos derentes e similares...Quemfaz por bem não se faz pagar..trabalha gratuitamente..e o que ainda salv aImagem das IPss é que as mais antigas ainda pugnam por essa imagemm aparente e muitasvezes factica da solidariedade gratuita e altruista..mas está a acabar á medida que morrem os mais velhos...
Era exactamente o Cartão do Idoso que, a nível local, estava no centro do meu pequeno texto. Evitei, propositadamente, referi-lo. Fê-lo, muitíssimo bem, o caro "rouxinol de bernardim".
Pudesse a nossa terra ser uma excepção aos males que, neste domínio,vão pelo mundo, e que "cá fico" aponta. Não é excepção! E o pior é que quem pode e tem obrigação de ajudar, não quer preocupar-se.

Popular posts from this blog

PALAVRAS E SENTIMENTOS

     Filho de um agricultor com uma plantação de amendoins, o pequeno Jimmy cresceu num são ambiente familiar, marcadamente religioso, e pobre: a casa onde cresceu não tinha água corrente nem electricidade. Na Geórgia, nos Estados Unidos da América.
     A escola abriu-lhe os horizontes que haveriam de o levar a conseguir a concretização do seu desejo maior: ser um Homem!
     E conseguiu.

     Sempre bom aluno, na universidade seguiu engenharia. Admitido à Academia Naval dos Estados Unidos, terminou o curso entre os dez primeiros, numa longa lista.
     Serviu nos submarinos. Mais tarde, entrou na área da advocacia.

     Não sendo homem de grandes falas, usava-as com o sentido preciso do juízo e do apreço, com genuíno sentimento, mas nem sempre bem compreendido.

     Cumprido o seu dever como militar e tendo dado todo o seu saber ao seu país, deixou a Marinha no posto de capitão-de-mar-e-guerra.

     Falamos de Jimmy Carter.

     Governador do Estado da Geórgia, candid…

A Saúde dos Outros

A SAÚDE DOS OUTROS

1. Depois da intervenção cirúrgica à outra anca, o prestigioso ortopedista, professor catedrático, elaborou o requerido relatório para avaliação do grau de incapacidade, a ser certificado por uma Junta Médica, como manda a lei. Aplicou-se a tabela em vigor: 65% de incapacidade motora.
     Uns anos depois nasceu uma nova versão da lei, neste particular da saúde, com diminuição nos parâmetros, para "maior rigor e transparência". Nova avaliação.
     Reunido o trio da Junta Médica (um clínico era muito novo), debruçaram-se sobre o novo relatório, semelhante ao anterior, e após algumas perguntas de circunstância e alguma cogitação, decidiram o novo grau de incapacidade: 62%!
     A continuar assim, qualquer dia o utente da saúde ficará em estado de novo e dispensa as próteses!

2. A professora tinha cancro há alguns anos, e estava a fazer tratamento. Notava-se claramente, e custava-lhe muito ter que enfrentar os seus alunos. Para além do sofrimento físico, tinha qu…

COUVES E TRAPOS

COUVES E TRAPOS

     Tive que esperar largos minutos até chegar a minha vez para comprar selos.
 À minha frente estava uma mulher do povo, fortalhaças, vestida de preto, e na casa dos cinquenta.
     Era impossível não ver nem ouvir a funcionária dos correios ir contando, e cantando, as notas que ia colocando no balcão: cem, duzentos, trezentos, quatrocentos, quinhentos...
     Fiz um esforço para não ouvir mais.

     Olhei à volta e calculei, pelo que vi, que devia ser dia de pagamento de pensões.

     Curiosamente, àquela mesma hora discutia-se no Parlamento - no nosso Parlamento - a questão ignominiosa dos contratos de trabalho precários e correspondentes vencimentos miseráveis, que atingem milhares de pessoas, muitas delas com formação superior; e, como se verifica, há deputados, alinhados com certo tipo de patronato, que ainda gastam o seu tempo a discutir este problema, que nos envergonha.

     Fiquei a matutar naquela cena passada nos correios. Aquela cara não me era estranha! Creio j…