Skip to main content

Posts

Showing posts from May, 2008
OBVIAMENTE !

A apresentação da biografia do Gen. Humberto Delgado, na Biblioteca da Póvoa de Varzim, em 16 do corrente, serviu para se reviverem os acontecimentos de então, na nossa cidade.
E tão empolgantes e genuínas foram as manifestações, que levaram o General a prometer que a sua primeira visita, se fosse eleito, seria à Póvoa de Varzim!

Ouviram-se testemunhos de alguns poveiros e muitas referências, apropriadas, do autor da obra, neto do General. O apresentador, José Carlos de Vasconcelos, recordou-nos a censura de então, a falta de liberdade de expressão, a repressão à oposição, a farsa dos julgamentos políticos, e o entusiasmo de um Povo que mostrou querer a liberdade. Segundo ele, nascera aí o 25 de Abril, semente que o Povo lançou há 50 anos!

Se a quase totalidade dos presentes voltou a vibrar com a recordação e o significado daqueles acontecimentos, já o presidente da Câmara e alguns vereadores da maioria, presentes na sessão, devem ter-se sentido pouco à …
A FOME NO MUNDO

Os mercados financeiros investem na fome!

À medida que aumenta a fome de milhões de pessoas, em todo o mundo, aumenta a riqueza de grandes empresas multinacionais, um pouco por todo o lado.
Ricos, cada vez mais ricos, à custa da fome dos pobres, cada vez mais pobres!
Um escândalo!

Não bastam as ajudas alimentares. É preciso que os governos (e os políticos) enfrentem com honestidade este flagelo, que é um crime contra a Humanidade.
E não é isso que se vê.

Nestes últimos tempos, a maior empresa de sementes aumentou os seus lucros em mais de 80% , e a fome atingiu mais milhões de pessoas!
O preço do arroz triplicou, nos últimos tempos. Está nas Bolsas financeiras, e não nos estômagos de tanta gente faminta!

Atiram-se culpas para as alterações climáticas, para a subida do preço do petróleo, e para a utilização dos terrenos agrícolas na produção de cereais para combustível.
Mentira! As pessoas não são bem informadas.

Cada país tem que promover me…
CONVERSA FIADA

A intervenção na Avenida Mousinho é a mais emblemática deste seu mandato, disse Macedo Vieira ao "A Voz da Póvoa", em 30.11.2006.

"A obra foi planeada de uma forma quase científica. Tendo em conta a sua grande dimensão, foi preciso acautelar a circulação e a segurança de pessoas ebens".

E noutra passagem da entrevista:
"O nosso único objectivo é servir as pessoas e não o de fazer obras à toa como alguns políticos tontos querem fazer crer".

A finalizar, o experiente político disse:
"O projecto que lidero, na Câmara da Póvoa, há 13 anos, é abrangente, consensual, e foi sufragado pela população poveira".

Os sublinhados são meus e servem para focar a vacuidade do discurso.

Gostava de saber, porque não o conheço, qual é O projecto que o presidente Macedo Vieira lidera há 13 anos.
LIBERDADE PARA CONVIDAR

O presidente da Câmara, Macedo Vieira, informou o Presidente da República, Cavaco Silva, que ia enviar-lhe o convite para a inauguração da Avenida Mousinho de Albuquerque, nas próximas Festas de S.Pedro.
A conversa ocorreu durante uma visita que os autarcas do PSD poveiro fizeram ao Palácio de Belém.
E não tenhamos dúvidas que foi nessa qualidade - de autarca do PSD - que o presidente da nossa Câmara fez o convite, questão que levanta (e levantou) justificadas reservas e críticas.

"Tenho legitimidade para convidar quem quiser", argumenta sua excelência.
Terá? Nas condições indicadas, duvido, ou antes, penso que não tem.
Para adquirir essa legitimidade, que os votos não lhe deram, devem ser observados vários pontos:
- o presidente não é o único elemento da Câmara; ele é o líder de um colectivo de vereadores, sendo 5 do PSD e 3 do PS;
- ao endereçar um convite oficial (do género deste) deve ter em mente que o convidado vem à Póvoa a co…
PÓVOA CAPITAL

A Póvoa de Varzim tem sido denominada a capital de quase tudo!
Sobressaídas foram quatro as variantes de "capital": da Cultura, do Turismo, do Lazer e do Desporto. Duas dessas variantes estão agora valorizadas: o Lazer, com os novos e muitos bancos na renovada Praça do Almada, sempre com elevada taxa de ocupação; e o Desporto, com a criação da Equipa Poveira de Ciclismo.

Só por excesso de modéstia não se crismou ainda a Póvoa como a capital da Gastronomia, por causa dos "Sabores Poveiros".

A nossa cidade acaba de ganhar mais um galardão: Póvoa Capital do TurismoCultural e Religioso, assim baptizada só porque se realizou cá, recentemente, um Congresso Internacional daquela qualidade de Turismo.

Presunção e água benta...