Skip to main content
AVEIRO IMITA A PÓVOA

Et voilà!

Na rota do "Portugal das Avenidas" (Novembro,20), aparece já Aveiro a propor um parque de estacionamento subterrâneo no centro da cidade, na sua principal avenida, numa parceria público-privada.

O projecto contempla a possibilidade dos futuros parceiros construirem e explorarem a infraestrutura.

Os comerciantes da zona opõem-se, porque vêm o negócio a sair prejudicado, e tiveram a oportunidade de se fazerem ouvir.

Aprovado pelo executivo, de maioria PSD-CDS, o projecto subiu hoje à Assembleia Municipal, para ser discutido. Assim mandam as regras.

Venha o próximo!

Comments

CÁ FICO said…
Comandante..muit mal vão os vereadores do PS ao pedirem derramas para a Póvoa..isso não estava no programa de candidatura do Silva Garcia ,ou será que eu li mal? O que é que os vereadores socialistas da Câmara Municipal tem contra as empresas poveiras? Não veem que é tâo dificil viver na Póvoa e muito pior manter industrias já sem ter que pagar portagens na A28...Queremos trabalho e o que temos visto é fechar fábicascom esponenciais vários e irem abrir noutros locais como aconteceu com O quintas e com a madrugada... haja bom senso! E deixem dessas falhas de palmatória que só beneficia o poder laranja atarrachado ao cachaço do Zé Polvinho...
CÁ FICO said…
correcção: onde se lê polvinho --leia-se Povinho.
Caro "cá fico",
Valerá a pena assistir à sessão extraordinária da Assembleia Municipal, na próxima 5ªfeira, às 1930; talvez aí se entenda o alcance da proposta.
CÁ FICO said…
Já ouvi o torrão falar sobre o IRS e acontribuição autárquica e não concordo nem por um segundo..Mas discordo mais peremptoreamente da versão "hard-corre" do Macedo Vieira e do seu lugar tenente o ex- vereador de Aguçadoura O meu colega Paulo Costa...estou contra as derramas por razões muito diversa deles embora também admita ser um incentivo, não á fixação mas á manutenção das empresas que existem e laboram no concelho... Quanto ao que devia mesmo baixar era acontribuição autárquica que é exagerada para qualquer contribuinte que seja proprietário... Já concordava que as empresas imobiliárias deixassem de estar isenta de contribuição autárquica assim com as empresas de construção civil...

Popular posts from this blog

A Saúde dos Outros

A SAÚDE DOS OUTROS

1. Depois da intervenção cirúrgica à outra anca, o prestigioso ortopedista, professor catedrático, elaborou o requerido relatório para avaliação do grau de incapacidade, a ser certificado por uma Junta Médica, como manda a lei. Aplicou-se a tabela em vigor: 65% de incapacidade motora.
     Uns anos depois nasceu uma nova versão da lei, neste particular da saúde, com diminuição nos parâmetros, para "maior rigor e transparência". Nova avaliação.
     Reunido o trio da Junta Médica (um clínico era muito novo), debruçaram-se sobre o novo relatório, semelhante ao anterior, e após algumas perguntas de circunstância e alguma cogitação, decidiram o novo grau de incapacidade: 62%!
     A continuar assim, qualquer dia o utente da saúde ficará em estado de novo e dispensa as próteses!

2. A professora tinha cancro há alguns anos, e estava a fazer tratamento. Notava-se claramente, e custava-lhe muito ter que enfrentar os seus alunos. Para além do sofrimento físico, tinha qu…
PALAVRAS E SENTIMENTOS

     Filho de um agricultor com uma plantação de amendoins, o pequeno Jimmy cresceu num são ambiente familiar, marcadamente religioso, e pobre: a casa onde cresceu não tinha água corrente nem electricidade. Na Geórgia, nos Estados Unidos da América.
     A escola abriu-lhe os horizontes que haveriam de o levar a conseguir a concretização do seu desejo maior: ser um Homem!
     E conseguiu.

     Sempre bom aluno, na universidade seguiu engenharia. Admitido à Academia Naval dos Estados Unidos, terminou o curso entre os dez primeiros, numa longa lista.
     Serviu nos submarinos. Mais tarde, entrou na área da advocacia.

     Não sendo homem de grandes falas, usava-as com o sentido preciso do juízo e do apreço, com genuíno sentimento, mas nem sempre bem compreendido.

     Cumprido o seu dever como militar e tendo dado todo o seu saber ao seu país, deixou a Marinha no posto de capitão-de-mar-e-guerra.

     Falamos de Jimmy Carter.

     Governador do Estado da Geórgia, candid…

COUVES E TRAPOS

COUVES E TRAPOS

     Tive que esperar largos minutos até chegar a minha vez para comprar selos.
 À minha frente estava uma mulher do povo, fortalhaças, vestida de preto, e na casa dos cinquenta.
     Era impossível não ver nem ouvir a funcionária dos correios ir contando, e cantando, as notas que ia colocando no balcão: cem, duzentos, trezentos, quatrocentos, quinhentos...
     Fiz um esforço para não ouvir mais.

     Olhei à volta e calculei, pelo que vi, que devia ser dia de pagamento de pensões.

     Curiosamente, àquela mesma hora discutia-se no Parlamento - no nosso Parlamento - a questão ignominiosa dos contratos de trabalho precários e correspondentes vencimentos miseráveis, que atingem milhares de pessoas, muitas delas com formação superior; e, como se verifica, há deputados, alinhados com certo tipo de patronato, que ainda gastam o seu tempo a discutir este problema, que nos envergonha.

     Fiquei a matutar naquela cena passada nos correios. Aquela cara não me era estranha! Creio j…