Skip to main content
DIA MUNDIAL DA POUPANÇA

Era costume, na data em que se celebra o Dia Mundial da Poupança, fazer-se um reforço de cobres nos mealheiros, por se compreender que poupar era preciso.
Alguns bancos ofereciam até condições muito especiais às crianças que, neste dia, abrissem uma conta, com as moedas dos padrinhos e com poupanças dos papás.
Pedagógico e lucrativo. Era a cultura da poupança.

Poucos anos passados e o costume foi-se.
No entanto, a teoria mantém-se: diziam esta manhã uns jóvens directores de marketing bancário que as pessoas deviam poupar alguns euros, consoante as suas disponibilidades; por exemplo, 25 euros, 50 euros, 200 euros...

Num país com mais de 2 milhões de pobres e muitíssimas famílias endividadas, as pessoas que conseguissem num mês dispor, por alguns momentos que fosse, de 25 euros, gastá-los-iam na compra de bifes - em promoção - para um almoço melhorado num qualquer Domingo do mês.

Hoje é o Dia Mundial da Poupança.
Hoje é o Dia NACIONAL da Poupança.

Comments

CÁ FICO said…
A clarificação da responsabilidade penal das pessoas colectivas que, ao abrigo da nova lei podem até responder pela violação de um menor, é outra prioridade destes magistrados.
Num país em que uma minoria controla 90% da riqueza, quem pode poupar?

Quando vemos festas de arromba, gastando-se milhares e milhares de euros que matariam a fome e erradicariam doenças em África ou Ásia, só lamentamos o clima reinante.

A igreja Caólica dá o exemplo dessa orgia gastadora. Apoia as polítticas (e os políticos) que embarcam nela. Aquela basílica em Fátima seria necessária?

O poder político e o religioso andam de mãos dadas nesse conúbio gastador, sem um vislumbre de contrição, sem uma nesga de siso, sem um resquício de bom senso.

Eça está cada vez mais presente: "Isto é uma choldra!"
CÁ FICO said…
JJ...Os advogados são quem mais luta pela justiça e os seus bastonários são osadvogados dos advogados...

Muita gentediz mal da justiça mas está redondamente enganado...

Nãio é a justiça que está moribunda..é a Administraição Pública...

reformas ou revoluções,desburocratizaçõesetc...não vão lá...

Importa acreditar nos principios econceitosjuridicos..fazer fé neles e não nas leis...

As leis podem ser más.. o direito nunca...O direito é justo.. a Justiça é o Direito...

Só que...fazem-se leis na assembleiadarepublica e nos governos e ninguém é responsabilizado pelas más leis que produz...

E depois a administração publica que só funciona no primado da mera execução da lei .. sem olhar se ela é conformeo Direito e a Justiça, acaba por ser a executora dos errosda AR e dos governos sucessivos...

Popular posts from this blog

A Saúde dos Outros

A SAÚDE DOS OUTROS

1. Depois da intervenção cirúrgica à outra anca, o prestigioso ortopedista, professor catedrático, elaborou o requerido relatório para avaliação do grau de incapacidade, a ser certificado por uma Junta Médica, como manda a lei. Aplicou-se a tabela em vigor: 65% de incapacidade motora.
     Uns anos depois nasceu uma nova versão da lei, neste particular da saúde, com diminuição nos parâmetros, para "maior rigor e transparência". Nova avaliação.
     Reunido o trio da Junta Médica (um clínico era muito novo), debruçaram-se sobre o novo relatório, semelhante ao anterior, e após algumas perguntas de circunstância e alguma cogitação, decidiram o novo grau de incapacidade: 62%!
     A continuar assim, qualquer dia o utente da saúde ficará em estado de novo e dispensa as próteses!

2. A professora tinha cancro há alguns anos, e estava a fazer tratamento. Notava-se claramente, e custava-lhe muito ter que enfrentar os seus alunos. Para além do sofrimento físico, tinha qu…
PALAVRAS E SENTIMENTOS

     Filho de um agricultor com uma plantação de amendoins, o pequeno Jimmy cresceu num são ambiente familiar, marcadamente religioso, e pobre: a casa onde cresceu não tinha água corrente nem electricidade. Na Geórgia, nos Estados Unidos da América.
     A escola abriu-lhe os horizontes que haveriam de o levar a conseguir a concretização do seu desejo maior: ser um Homem!
     E conseguiu.

     Sempre bom aluno, na universidade seguiu engenharia. Admitido à Academia Naval dos Estados Unidos, terminou o curso entre os dez primeiros, numa longa lista.
     Serviu nos submarinos. Mais tarde, entrou na área da advocacia.

     Não sendo homem de grandes falas, usava-as com o sentido preciso do juízo e do apreço, com genuíno sentimento, mas nem sempre bem compreendido.

     Cumprido o seu dever como militar e tendo dado todo o seu saber ao seu país, deixou a Marinha no posto de capitão-de-mar-e-guerra.

     Falamos de Jimmy Carter.

     Governador do Estado da Geórgia, candid…

COUVES E TRAPOS

COUVES E TRAPOS

     Tive que esperar largos minutos até chegar a minha vez para comprar selos.
 À minha frente estava uma mulher do povo, fortalhaças, vestida de preto, e na casa dos cinquenta.
     Era impossível não ver nem ouvir a funcionária dos correios ir contando, e cantando, as notas que ia colocando no balcão: cem, duzentos, trezentos, quatrocentos, quinhentos...
     Fiz um esforço para não ouvir mais.

     Olhei à volta e calculei, pelo que vi, que devia ser dia de pagamento de pensões.

     Curiosamente, àquela mesma hora discutia-se no Parlamento - no nosso Parlamento - a questão ignominiosa dos contratos de trabalho precários e correspondentes vencimentos miseráveis, que atingem milhares de pessoas, muitas delas com formação superior; e, como se verifica, há deputados, alinhados com certo tipo de patronato, que ainda gastam o seu tempo a discutir este problema, que nos envergonha.

     Fiquei a matutar naquela cena passada nos correios. Aquela cara não me era estranha! Creio j…